quarta-feira, 10 de agosto de 2011

Toalha Bandida !

Minha mãe tinha uma toalha de mesa que usava de manhã para o café. Era uma toalha quadrada feita em tecido xadrez verde e branca. Era bordada em tecido xadrez, já ouviu falar? Pois um dia quando ainda era solteira, vendo que a toalha já estava rasgada nas pontas e o bordado desfiando e desmontando fiquei olhando melhor como era feito do lado do avesso e achei interessante. Então falei com minha mãe que ia fazer outra toalha para ela. Isso faz é tempo...
Compramos o tecido xadrez e as linhas (aqueles rolinhos Âncora). Compramos o tecido amarelo e branco e as linhas amarelo, branco e preto. Pronto, começou o quebra-cabeças...Copiei o desenho em papel quadriculado com o objetivo de repetir e seguir o bordado por ali. Até que deu certo. 
Comecei o bordado mas parei depois de algum tempo. Aquilo não rendia. Que coisa chata. Acho que crochê aparece mais rápido. Tinha que fazer todo o contorno em preto. Depois preencher com estrelinhas amarelas e brancas os campos. Olhando a foto vocês vão entender.

Quando estava para casar minha mãe falou para eu terminar e levar para minha nova casa. Me animei e voltei a pegar o bordado para tentar terminar. Que terminar nada, como disse, é muuuito demorado. Abandonei de novo.

Meu filho já estava grandinho quando achei de novo a bendita toalha dentro de um saco com as linhas e o escambau. Tornei a pegar o bordado e achei que efetivamente ia terminar a bandida. Mas não aconteceu.
Terminei o bordado, mas fiquei pensando em como fazer a barra. A toalha original tinha barra de tecido, com uma dobra bacana nos cantos que eu não ia saber fazer. Resolvi fazer a barra de crochê e fui procurar pontos de bicos que combinassem com o bordado no xadrez. Então fiz uma parte da barra, não gostei, desmanchei, fiz outro pedaço de outro modelo, também não gostei e de novo desmanchei. E claro, acabei deixando pra lá a bandida mais uma vez...rssrs

No mês passado, arrumando o armário na minha casa, tchan... tchan... tchan...tchan. Quem apareceu de novo?
Ela mesmo, a bendita toalha amarela.

Tomei uma decisão.
Aquela decisão decidida e definitiva: vou terminar essa maldita toalha antes de morrer. Vou usar no café da manhã, no almoço e no jantar. Ela vai ficar suja de farelo de pão, manteiga, café e feijão. Vai sim. Tá decidido.

Então quando estiver pronta vou poder dizer que foi o trabalho de uma vida inteirinha...hehehe   






2 comentários:

Silvana disse...

Olá, Irene!
Já tinha visto uma toalha deste tipo em azul, mas em amarelo ela tem mais vida.
Firme, companheira, que seu almoço nela vai ser bem mais agradável.
Parabéns pelo trabalho e pelo blog (ao Renie, o marceneiro também).

Ines Wiltshire disse...

Olá Silvana.
Quando terminar vou tirar uma foto e postar.
Muito obrigada pelo comentário e pela força.
Bj...Bj